Raio Negro traz um herói negro e uma heroína lésbica

É muito bom ver que os super-heróis negros estão ganhando cada vez mais espaço nas telas. Além da série Luke CagePantera Negra, que estreia em fevereiro, tem o filme do Cyborg em 2020. E agora Jefferson Pierce, o Raio Negro da DC Comics, ganha a sua própria série de TV e se junta às grandes adaptações de quadrinhos.

Mais uma produção da Warner como Arrow, Flash e Supergirl, Raio Negro estreia hoje nos EUA e promete! Pra gente, vai sair na Netflix Brasil a partir do dia 23 de janeiro, (opa, já está no ar!) com um episódio novo por semana. Assistam o trailer aqui.

raio_negro

Cress Williams como Raio Negro (Warner)

Jefferson é um herói aposentado que trabalha como diretor de escola. Seus poderes incluem manipulação de eletricidade e geração de campos eletromagnéticos, além das habilidades de luta. Pelo que vimos no trailer, a narrativa não foca só nos problemas encarados por ele, mas nos desafios da família: todos protagonistas negros. E o mais legal é que a diversidade não para por aí, não. Anissa, filha mais velha do Raio Negro, é lésbica e conhecida por lutar lado a lado com a sua namorada.

anissa_raio_negroInterpretada por Nafessa Williams, Anissa Pierce adota o codinome Tormenta – em inglês, Thunder. Enquanto a sua irmã caçula Jennifer (China Anne McClaintem poderes semelhantes aos do pai, a habilidade de Anissa é alterar a densidade do seu corpo sem mudar o volume. Isso deixa sua pele tão dura quanto o aço e praticamente invulnerável, até contra armas de fofo. É isso aí, gente: nós temos uma heroína lésbica que não pode morrer! Yay! As séries parecem ter “mania” de exterminar suas personagens lésbicas, então é um alívio saber que o nome da Anissa não vai aparecer em uma dessas listas. Além de tudo, Tormenta é uma personagem muito interessante nas HQs e tem um enorme potencial a ser explorado na história. Quando as habilidades dela se revelam, seus pais fazem com que Anissa prometa que vai estudar e se formar antes de virar uma super-heroína. Mais tarde, ela participa de uma equipe conhecida como Renegados.

A namorada dela, Grace Choi, será vivida por Chantal Thuy. Grace, que também fez parte dos Renegados, é descendente de uma linhagem de amazonas. Seus poderes são força e resistência sobre-humanas, e um elevado poder de cura. Ou seja, nós vamos ter um casal de mulheres lutando juntas na TV e nenhuma das duas pode morrer. Não sei vocês, mas pra mim Raio Negro já está começando bem. E não podemos esquecer que Chantal é uma atriz canadense de descendência vietnamita, o que acrescenta ainda mais representatividade à história.

Porque super-heróis negros são importantes

Não importa se é DC ou Marvel, dá pra contar nos dedos os heróis negros que a gente vê nas telas. Quando aparacem, eles ocupam lugar de coadjuvante. Por isso Pantera Negra é tão extraordinário: tem mais atores negros do que todos os últimos filmes da Marvel E da DC Comics juntos. Estamos falando sobre uma parte gigante do público que não consegue se ver representada nas histórias de super-heróis, como se essas narrativas não fossem feitas para eles. Isso é cruel. Ainda mais quando a gente pensa no apelo que esse tipo de programa tem para crianças, adolescentes e jovens adultos, que ainda estão formando a própria identidade. É algo que precisa mudar.

Em Raio Negro, os personagens principais são Jefferson e suas duas filhas. As garotas também tem superpoderes, então as personagens femininas vão ganhar destaque – o que é ótimo, já que as mulheres (principalmente mulheres negras) também costumam ficar para escanteio em adaptações de HQs. Isso é crucial pra que todos os fãs se vejam nos seus heróis, e não apenas os fãs homens e brancos (e heterossexuais, né).

raio_negro_imagem

Jefferson cumprimenta um dos seus alunos (Warner)

No trailer, Anissa diz que o pai acreditava ser capaz de que salvar mais crianças como diretor da escola do que como herói. Mais do que um vigilante de uniforme, Jefferson é um bom pai, e um bom homem. Ele acredita no valor da educação e está genuinamente tentando melhorar a sua comunidade. Mesmo assim, quando a situação nas ruas fica insustentável, o Raio Negro larga a “aposentaria”. Ele acredita na educação, mas sabe que é preciso ir à luta quando a resistência se faz necessária. Jefferson Pierce é um ótimo exemplo de representatividade: ao invés de ser coadjuvante ou um estereótipo, é um personagem bem desenvolvido, complexo, autêntico. Assim como Anissa, que decide lutar por justiça mesmo diante da relutância dos pais.

E embora questão raciais não sejam o ponto central, o simples fato de trazer para a tela heróis como o Raio Negro e Tormenta é revolucionário. Vale notar que a série foi criada por Salim Akil e Mara Brock Akil, também negros. Nas palavras do próprio Salim, isso faz diferença: “É incrível ver Mulher-Maravilha ser dirigido por uma mulher. Isso teve efeito na personagem, na narrativa e nas nuances do filme. É a mesma coisa que minha esposa Mara e eu estamos fazendo com Raio Negro“. Quando Luke Cage foi lançada,  eu vi uma entrevista que ficou na minha cabeça. Pensando no racismo da nossa sociedade, e nas reações cada vez mais fortes ao preconceito, um dos produtores da série disse que “o mundo está pronto para um homem negro à prova de balas“. Achei fantástico, e tão, tão pertinente! Heróis como Luke Cage, Pantera Negra, Raio Negro e Tormenta são mais necessários do que nunca.

tumblr_p31lxwczN31th564fo1_500

Anissa com a sua primeira namorada na série, Chenoa (Fonte)

Que tal a gente curtir a série juntos e demonstrar o nosso apoio? Dia 23 eu vou estar com a Netflix ligada assistindo a estreia de Raio Negro, e espero que vocês também! E me contem o que vocês acharam, viu?


karolina_dean

Fica a dica: Uma das novas adaptações da Marvel, Fugitivos (em inglês Runaways), também tem uma heroína lésbica! Karolina Dean (na imagem ao lado) tem superpoderes e gosta de mulheres tanto na HQ quanto na série de televisão, além de brilhar como um arco-íris – literalmente! Nos quadrinhos ela se interessa pela colega de equipe Nico Minoru e não é correspondida, só que pelo jeito na TV isso vai ser diferente. Eu ainda não vi, mas para quem adora esse clima divertido de aventura e curtiu outras séries como Supergirl e Gifted com certeza é uma excelente pedida. No Brasil, Fugitivos é exibido pela Sony. mas vocês também podem assistir online aqui.


Siga o nosso blog no Facebook e saiba quando tem post novo por aqui!

Anúncios

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s